Inicio Colunistas António de Souza-Cardoso

António de Souza-Cardoso

O Sublime Culto do Sérgio e do Rui

Reencontrei um e encontrei o outro vejam lá…, no Mercado do Bolhão! Num restaurante que os dois abriram e que vale a pena conhecer bem. Com o vagar necessário para conhecer bem, já não o Rui e o Sergio, mas as propostas vibrantes que nos são feitas, à volta do bacalhau. O nome do restaurante é o Culto. O culto que aqui é do bacalhau.

Um Senhor chamado José

As minhas memórias escorrem para aquela comida de mãe que tem abrigo na Casa Nanda e noutros sagrados restaurantes que o Porto fez e que (ao contrário da Casa Nanda) o tempo, a pandemia ou outras adversidades, levaram consigo.

A vaguear por Amarante em busca de Amadeo

Os donos tiveram a amabilidade de me convidar para um jantar vínico e eu perante a esmola grande não desconfiei e meti-me a caminho. Ouvi deliciado a história dos vinhos da Quinta Vila Garcia que vão na terceira geração e produzem branco e tinto em 20 hectares de vinha – vinificando em lagares da própria quinta.

A Taberna Albricoque

Antes do mais convém esclarecer que esta é a casa de Bertílio Gomes – um Chef algarvio de enorme criatividade com um trajecto consistente que passou pelo Hotel da Lapa, o Bica do Sapato ou o Faz Figura, para dizer apenas algumas das grandes cozinhas que beneficiaram da sua liderança.

Vai Formosa e Vai Segura…

Não, não se chama Leonor, nem caminha delicadamente para a fonte. Mas é a antiga Padaria Formosa que vive, com enorme tradição, na bonita Rua de Gondarém, em plena Foz do Douro.

O inho da culinária

Tenho poucas dúvidas que a culinária, ou gastronomia, se define essencialmente pela mais sublime das artes de cuidar. E, talvez por isso, lhe emprestamos toda a nossa emoção que se projecta por intuirmos que o alimento está associado à vida e que ao cuidarmos de alguém através do alimento partilhamos, também nós, o acto mágico da criação.

As Estrelas do Eggas

Escrevo na noite em que se atribuem em Valencia as estrelas Michelin. Claro que Portugal, uma vez mais, mostrou estar no caminho certo, somando mais 5 estrelas ao cintilante firmamento da gastronomia portuguesa.

A Terça Feira Gorda

Sempre gostei da expressão “Terça Feira Gorda”. Sou de uma geração onde tínhamos respeito pelas coisas, onde o desperdício era naturalmente aproveitado, onde a mesa era uma festa, mas as travessas eram escorridas para o prato de cada um.

A Tradição do Natal

Com presentes ou sem eles, o Natal simboliza o abraço incontido que queremos dar uns aos outros, a reunião das Famílias, os regressos a casa, a saudade portuguesa em modo concentrado que se espalha em cada lar nesta quadra tão festiva.

Receitas