Inicio Crítica Crítica de Restaurantes

Crítica de Restaurantes

Um Leitão em Amarante

Há um moradia, algures entre o Porto e Trás-os-Montes, que serve leitão bísaro, como deve ser. Uma raridade, diz o crítico Ricardo Dias Felner.

Musubu Café

O casal luso-nipónico mais gastronómico do Porto está de volta. Ricardo Dias Felner foi descobri-los num pátio idílico em Cedofeita. As lojas do Porto são...

DeRaiz

Na aldeia de Rebordinho, ao lado de Viseu, um jovem casal abriu um restaurante com comida de avós feita por netos. Ao ouvir o anfitrião, no arranque da refeição, percebo logo que vou ser feliz. Não apenas porque o azeite do couvert vem “de Oliveira de Frades, um cem por cento galega”; ou porque o pão trigueiro “é feito com massa mãe, na casa”. Mas também porque, “entre as poucas coisas compradas fora, está a broa”. 

No novo Michelin do Algarve

Restaurante A Ver Tavira. O restaurante de Luís Brito foi uma das surpresas do Guia Michelin deste ano. Fomos à nova estrela do Sotavento Algarvio.

O Frade

O Frade. O balcão mais badalado de Belém, em Lisboa, faz uma coisa simples e rara: cozinha moderna a saber a cozinha tradicional.

Uma Moqueca no Porto

O restaurante Gruta tem à frente uma chef brasileira, mas a carta é sobretudo um mergulho no mar e… no dendê. Altamente recomendável. 

Desconsegui!

Ali para o lado das Rua das Taipas, nesse Porto antigo de tanta pronúncia, fica já perto do largo cimeiro onde mora a antiga Cadeia da Relação, o restaurante Tia Orlanda.

Casinha Velha

Casinha Velha. O bastião de bem comer em Marrazes, perto de Leiria, continua seguro e a servir folhado de queijo da serra com mel. Bem-haja. 

Senhor Uva

Num só prato podemos ter legumes ou fruta grelhada, fermentados, frutos secos, leguminosas — e é o equilíbrio entre reacções de Maillard e crus, doce e salgado, gordura e acidez, que nos faz esquecer que ali não entra carne nem peixe (embora entre ovo e, eventuamente, queijo, por exemplo)...

Bonjardim Boutique Hotel Restaurant & Wines

A primeira impressão foi a de ter ido comer a uma vinha. No estacionamento, videiras altas bordejadas por castanheiros, floresta e uma moradia. Saí do carro e em redor não vi ninguém, em fundo só passarinhos a cantar. Acabei por subir ao primeiro andar da tal moradia.

Receitas