Inicio Crítica Crítica de Restaurantes

Crítica de Restaurantes

No balcão dos Onishi

O homem que em tempos encantou os clientes do Ichiban, na Foz, mudou-se para trás de um balcão em Matosinhos, onde serve, só com a mulher e a filha, a carta tradicional das izsakayas japonesas — e o que lhe apetecer. 

A grelha de A-dos-Cunhados

Um arroz ancestral português, em risco de desaparecimento, faz parte do imaginário dos mais antigos. Fomos à sua procura, nos arrozais do Vale do Mondego, e demo-lo a cozinhar a um mestre do ofício.  

O bistrô familiar de Ana Moura

LAMELAS. Porto Covo recebeu uma filha da terra, que em troca lhe deu novos sabores. A família Lamelas prolonga com brilho a presença na vila alentejana.  

Um Leitão em Amarante

Há um moradia, algures entre o Porto e Trás-os-Montes, que serve leitão bísaro, como deve ser. Uma raridade, diz o crítico Ricardo Dias Felner.

Musubu Café

Musubu Café. O casal luso-nipónico mais gastronómico do Porto está de volta. Ricardo Dias Felner foi descobri-los num pátio idílico em Cedofeita.

DeRaiz

Na aldeia de Rebordinho, ao lado de Viseu, um jovem casal abriu um restaurante com comida de avós feita por netos. Ao ouvir o anfitrião, no arranque da refeição, percebo logo que vou ser feliz. Não apenas porque o azeite do couvert vem “de Oliveira de Frades, um cem por cento galega”; ou porque o pão trigueiro “é feito com massa mãe, na casa”. Mas também porque, “entre as poucas coisas compradas fora, está a broa”. 

No novo Michelin do Algarve

Restaurante A Ver Tavira. O restaurante de Luís Brito foi uma das surpresas do Guia Michelin deste ano. Fomos à nova estrela do Sotavento Algarvio.

O Frade

O Frade. O balcão mais badalado de Belém, em Lisboa, faz uma coisa simples e rara: cozinha moderna a saber a cozinha tradicional.

Uma Moqueca no Porto

O restaurante Gruta tem à frente uma chef brasileira, mas a carta é sobretudo um mergulho no mar e… no dendê. Altamente recomendável. 

Desconsegui!

Ali para o lado das Rua das Taipas, nesse Porto antigo de tanta pronúncia, fica já perto do largo cimeiro onde mora a antiga Cadeia da Relação, o restaurante Tia Orlanda.

Receitas