Inicio Alimentação

Alimentação

Preço do cabaz de bens essenciais alivia, mas desde a guerra aumentou 22 euros

O preço de um cabaz de 63 bens alimentares essenciais, monitorizado pela Deco Proteste, diminuiu 1,95 euros entre 11 e 18 de maio para 205,26 euros

Prémios para a inovação: dos restos de peixe a fungos, passando pela dieta e microscópios

Quatro projectos científicos do Instituto Gulbenkian de Ciência e do Instituto de Tecnologia Química e Biológica receberam até 50 mil euros.

Inflação na alimentação é a mais sentida

A esmagadora maioria das famílias declara que já sente a inflação e a maior fatia indica que é na alimentação que os preços mais sobem, conclui o barómetro de maio da Intercampus para o Negócios, CMTV e Correio da Manhã.Questionados sobre se já sentem o aumento de preços, quase todos os inquiridos (97,5%) respondem que sim.

Como organizar a despensa e frigorífico

Conheça alguns truques para organizar a sua despensa e frigorífico de forma a evitar o desperdício alimentar.

António Guterres: insegurança alimentar atinge 276 milhões de pessoas e fome bate recorde

O secretário-geral da ONU alertou esta quarta-feira para um "novo recorde" nos níveis globais de fome e para o número de pessoas em insegurança alimentar severa, que duplicou de 135 milhões, no período pré-pandemia, para 276 milhões...

Produtores de queijo de São Jorge reivindicam mais apoios

O presidente da Associação de Agricultores de São Jorge, João Sequeira, defendeu hoje um reforço nos apoios públicos ao fabrico do popular queijo da ilha, atendendo ao “aumento galopante” dos custos de produção.

Gastos nos supermercados aceleram em março e abril

Aumento dos preços já se faz sentir no bolso das famílias. Portugueses gastaram nos primeiros quatro meses do ano 3324 milhões de euros no retalho alimentar, mais 69 milhões (2,1%) do que em igual período de 2021. Mas em abril a subida foi de 5,7%.

Utilizadores da aplicação ‘Too Good To Go’ em Portugal salvaram do lixo um milhão de refeições em 2021

Em Portugal a aplicação funciona desde 2019 e tem cerca de 980 mil utilizadores, que em 2021 compraram o dobro de refeições em relação a 2020.

Dúvida: posso comer alimentos depois do fim do prazo de validade?

As datas de validade dos alimentos não são todas iguais, mas há quem as confunda e deite fora alimentos que estão em bom estado.

Produzir insectos para alimentos: “É tudo 100% aproveitado”

A prova de conceito está por todo o lado na natureza, numa metodologia aperfeiçoada ao longo de centenas de milhões de anos: os insectos eclodem dos ovos, crescem, passam por diferentes formas até atingirem um corpo adulto, reproduzem-se e colocam mais ovos, fechando o ciclo.

Receitas