Vida Económica

Comer de Verdade

Ao longo dos anos – sinto que já escrevo há demasiado tempo, tenho escrito repetidamente sobre alguns restaurantes. Como vivo no Porto, escrevo mais sobre este restaurantes com pronúncia do Norte.

O novo brilho do Talho de Gondarém

E o que comemos? Pois bem, percebemos que a carta era curta, mas robusta e disseram-nos que o que estava a sair eram umas costeletas de vitela e umas bochechas de porco. Pois venham as duas em dose meias, que estamos capazes de comer o porco e a vitela inteiros!

Que Bom que é o QB

Falar do QB e de Angra do Heroísmo é falar da culinária dos Açores e dessa vibrante inspiração Atlântica que atravessa quase todas as propostas gastronómicas das 9 ilhas deste amorável arquipélago português.

Garfo & Rolha

O Garfo & Rolha é um restaurante prático de propostas não muito amplas, mas extremamente convincentes. Fazem falta este tipo de restaurantes que inovam na cozinha regional portuguesa dando-lhe leveza e aprumo, mas sem a descaracterizar ou desvirtuar.

Qual é Afinal o Melhor Restaurante do Algarve?

Pois é, caríssimos leitores, vou abrir uma única expecção neste meu Cancioneiro que pretende promover e celebrar os grandes restaurantes portugueses em todo o mundo, pra Vos falar de outros Chefs que com o mesmo desvelo, a mesma paixão, fazem iguarias de encantar neste período de férias que o Verão generosamente nos dá.

O Regresso à Maria Eugénia

A oferta profusa que emana hoje da cidade e outra geografia de família e de trabalho afastaram-me desse redor. Mas, recentemente, por via de uma Conferencia Internacional que a AGAVI realizou no ISAG, ali nas cercanias da Maria Eugénia, lá me lembrei de regressar onde já fui muito feliz.

A Ceia dos Cardeais

Vem a magnifica Ceia dos Cardeais a propósito de uma memorável deslocação que fiz a Boticas com o meu querido amigo Hélio Loureiro. Íamos encontrar-nos com o Presidente da Organização de Produtores da Carne Barrosã, feita à volta de uma cooperativa designada por CAPOLIB. (...)

A Prova da Lampreia

Os Portugueses e poucos mais povos no Mundo – julgo que apenas os espanhóis e os franceses, mobilizam-se para um momento sagrado da gastronomia dos seus Países. A lampreia marinha vem desovar ao rio. E dá a vida por isso. E nesse ciclo curto de alguns meses os restaurantes animam-se com uns “Há Lampreia” escritos de todas as formas, mas sempre de coração cheio e com água na boca.

Cozinha de Pronúncia

O Porto, e algumas terras do Minho, guardam nos seus restaurantes regionais um certo modo de ser que lhes fica bem e nos faz a nós, seus devotos peregrinos, sentir ainda melhor.

Receita a experimentar