Ricardo Dias Felner

“Todos temos um pouco de padeiro dentro de nós”

(...) o antigo espaço do Semea tem servido de pop up de pequenos-almoços e brunchs, mas também de laboratório para aquilo que Gil Fortuna, chefe da padaria, irá fazer dentro de uns meses. Esta entrevista antecipa o que lá poderá encontrar. O segredo está na massa, na massa-mãe. 

Senhor Uva

Num só prato podemos ter legumes ou fruta grelhada, fermentados, frutos secos, leguminosas — e é o equilíbrio entre reacções de Maillard e crus, doce e salgado, gordura e acidez, que nos faz esquecer que ali não entra carne nem peixe (embora entre ovo e, eventuamente, queijo, por exemplo)...

Pêssego Melba, por Diogo Lopes

O chef pasteleiro do Ritz, Diogo Lopes, aceitou refazer o célebre pêssego Melba de Auguste Escoffier, uma das sobremesas mais simples e populares de sempre. 

Entrevista com Mateus Nicolau de Almeida

Este impulso vanguardista tem uma genética de há pelo menos cinco gerações. Neto de Fernando Nicolau de Almeida, o visionário do Barca Velha; filho de João Nicolau de Almeida, criador do Duas Quintas e das polémicas vinhas verticais, Mateus gosta de procurar novas soluções, tendo sempre presente as várias possibilidades do Douro, dos seus solos e do seu clima. 

Bonjardim Boutique Hotel Restaurant & Wines

A primeira impressão foi a de ter ido comer a uma vinha. No estacionamento, videiras altas bordejadas por castanheiros, floresta e uma moradia. Saí do carro e em redor não vi ninguém, em fundo só passarinhos a cantar. Acabei por subir ao primeiro andar da tal moradia.

Onde Comer em Paris. Agora.

Por causa disso, passou muito tempo antes de começar a explorar a Rive Droite. Só nos últimos dez anos comecei a instalar-me aí. Vi o bairro de Belleville antes de ser um reduto hipster; andei por Le Marais quando ainda se afirmava como idílio de artistas; e assisti ao crescente entusiasmo dos locais com objectos antes praticamente proibidos, como o hambúrguer. 

20 Souvenirs para Trazer de Férias

Ir de férias pode ser mais do que apanhar banhos de sol. Para quem gosta de provar a cultura local, Ricardo Dias Felner sugere um produto por cada distrito e região de Portugal para trazer na mala de viagem.

Dona Bia. No Reino de Bulhão Pato

Crítica de Restaurantes Dona Bia Quando ainda estamos a ver o menu, voam travessas de ovas grelhadas com coentros, choquinhos grelhados com coentros, arroz de lingueirão...

“Acho que não seria fora de órbita pensarmos numa cozinha ibérica”

O novo restaurante do hotel Ritz é um dos mais fortes candidatos a conseguir uma estrela Michelin, em Novembro. Pedro Pena Bastos foi o escolhido pela Four Seasons para levar essa tarefa por diante — e assume aqui que, se isso não acontecer nos próximos três anos, é porque algo terá de mudar.

O arroz carolino português que nunca provámos

Se há alguma coisa que define a culinária portuguesa é o arroz. E, no entanto, sabemos pouco sobre ele. Pior: desde há 35 anos que Portugal só importa o refugo de Itália. Mas há esperança. Algures em Salvaterra de Magos, estará plantado o arroz português das nossas vidas. Chama-se Ceres e pode bem ser o melhor carolino que nunca comemos.

Receita a experimentar