O Jornal Económico

Produtores de leite contestam medidas “insuficientes”

O sector do leite vem vivendo dias difíceis há alguns anos, mas a escalada de custos, sobretudo ligados à energia, está a colocar mais uma ameaça a uma fileira produtiva que vem reclamando uma subida do preço deste bem.Perante este cenário, o pacote de medidas de apoio à agricultura anunciado pelo Governo é insuficiente, denunciam os produtores, que pedem mas apoios diretos face à relutância da distribuição em subir preços.Conteúdo reservado a assinantes

Pescado descarregado na Madeira valorizou preço em 23% em 2022

O atum patudo foi das espécies que registaram um acréscimo médio significativo.

“Mulheres com Tomates”, em Oeiras

Após um interregno forçado pela pandemia, a NUTS Branding volta a realizar o evento Mulheres com Tomates®, criado em 2017 para dar voz a mulheres inspiradoras do mundo da gastronomia e turismo. Desta vez, junta-se ao Município de Oeiras que também será anfitrião deste evento que decorre já nopróximo dia 15 de maio, a partir das 17h, a par do já conhecido evento “Há Prova em Oeiras”, nos Jardins do Marquês.

Madeira aperta o cerco à pesca da lapa

A Madeira terá critérios mais restritivos para a pesca da lapa. A Secretaria Regional do Mar e Pescas alargou o período de proibição da apanha da lapa, entre novembro e março, uma medida que deverá ser definitiva.

Bens alimentares essenciais aumentaram mais de 22 euros desde o início da invasão

Desde que a guerra na Ucrânia começou, o preço de um cabaz de bens alimentares já aumentou mais de 22 euros.

Agricultura perde peso. Seca, inflação e aumento dos preços condicionam sector em Portugal

O sector agrícola português tem vindo a sofrer vários e complexos desafios, gerados pela seca — uma das mais severas das ultimas décadas, a guerra na Ucrânia e consequente aumento da inflação e a escalada dos preços da energia e de alguns produtos agrícolas fundamentais, como herbicidas ou pesticidas.

Inflação. Nestlé alerta para nova subida dos preços, após aumento de 5,2% nos primeiros três meses do ano

A Nestlé, a maior empresa de alimentos do mundo, dona da KitKat, Häagen-Dazs, Nesquik, entre muitos outros, aumentou os preços dos seus produtos em 5,2% nos primeiros três meses deste ano e, esta quinta-feira, 21 de abril, voltou a alertar para uma nova subida, em breve, devido à inflação, avança o “The Guardian”.

The Fladgate Partnership desenvolveu modelo de vinha sustentável premiado

Esta é a sétima de uma série de entrevistas integrada num trabalhado alargado desenvolvido pelo Jornal Económico sobre a sustentabilidade no sector dos vinhos do Porto e do Douro.

Câmara do Funchal assina protocolo para estratégia regional de promoção da alimentação saudável e segura

A Câmara do Funchal assinou um protocolo de cooperação com quatro secretarias regionais...

Preço dos bens alimentares atingem novo máximo devido à guerra na Ucrânia

Os preços dos alimentos a nível mundial estão a crescer ao ritmo mais alto de sempre, devido às disrupções nas cadeias de abastecimento causadas pela guerra na Ucrânia, agravando a perda de poder de compra das famílias e a fome a nível mundial

Receita a experimentar