Sete restaurantes lisboetas recebem prémio máximo no concurso Lisboa à Prova

A experimentar

Sete restaurantes, incluindo o Alma, Cura, Kabuki e Sála, com estrelas Michelin, receberam a classificação máxima do concurso gastronómico Lisboa à Prova, anunciou ontem a organização, que destacou a resiliência do setor num “período desafiante”.

Alma (duas estrelas Michelin); Cura, Kabuki e Sála de João Sá (uma estrela Michelin, cada um); Lapa; Pabe e Varanda do Ritz são os restaurantes distinguidos com ‘3 Garfos’, na edição 2023-2024.

A organização destacou, numa nota enviada à Lusa, que o setor da restauração enfrenta um “período desafiante”, devido à “escassez de recursos humanos qualificados, à continuação do agravamento dos custos dos produtos alimentares e da energia, entre outros, e à dificuldade de gestão de reservas devido à falta de comparência por parte dos clientes”.

No entanto, salientou, “a restauração é um setor resiliente e em permanente desenvolvimento, e com o contributo de todos continuará a crescer”.

A organização apontou ainda a inscrição do maior número de novos restaurantes dos últimos cinco anos (49 com menos dois anos de existência), o que, comentou, “demonstra a vitalidade deste setor que, após alguns anos de pandemia e os seus reflexos, demonstra a capacidade de se renovar”.

Foram ainda distinguidos 10 restaurantes com o prémio ‘2 Garfos Superior’, “um número recorde”, 31 com ‘2 Garfos’, 41 restaurantes com ‘1 Garfo Superior’ e 52 com ‘1 Garfo’.

Os prémios são atribuídos após vários meses de visitas aos restaurantes inscritos, que perfazem no total mais de 530 visitas realizadas por um júri selecionado, que avalia a cozinha, o serviço, o ambiente e a relação qualidade/preço. Os restaurantes inscrevem-se nas categorias de Cozinha Tradicional Portuguesa, Cozinha do Mundo e Cozinha Contemporânea.

A cerimónia de entrega dos troféus decorreu hoje nos Paços do Concelho, com a presença dos parceiros institucionais do projeto: AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal representada pelo presidente da direção, Carlos Moura, e Vitor Costa, diretor geral da ATL – Turismo de Lisboa.

Últimas