Academia Internacional de Gastronomia distingue João Sá como “Chef do Futuro”

A experimentar

Depois da primeira estrela Michelin, o chef do restaurante Sála de João Sá, em Lisboa, foi agora distinguido como “Chef de l’Avenir” pela Academia Internacional de Gastronomia. Por unanimidade, José Bento dos Santos foi galardoado com o Grande Prémio da Cultura Gastronómica
Foi com satisfação, e até alguma surpresa, que João Sá, chef do restaurante Sála, em Lisboa recebeu a notícia que tinha sido distinguido pela Academia Internacional de Gastronomia, como “Chef de l’Avenir” (Chef do Futuro). A preparar um serviço, João Sá, que este ano conquistou pela primeira vez uma estrela Michelin, considera o prémio como “o reconhecimento de um trabalho bem-feito, quer por mim, quer pela minha equipa, e resultado de 22 anos de carreira na cozinha”. Passar a fazer parte da lista restrita de chefs que receberam esta distinção é, para João Sá, “um estímulo que dá, evidentemente, mais vontade de continuar a fazer o que tenho feito até agora”. “Um ano perfeito”, reconhece, relembrando que os prémios ”trazem também muita responsabilidade”.
Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas