Este país equilibrou a balança comercial ao transformar o azeite no ‘petróleo’ da sua economia

A experimentar

A Tunísia, um país que não possui as vastas reservas de petróleo e gás dos seus vizinhos Líbia e Argélia, encontrou no azeite não apenas um substituto, mas um ativo económico fundamental.

Embora a Tunísia não se equipare a outros países em termos de produção de azeite, o impacto desse recurso na sua economia é notável. O país africano tem usado o azeite como uma ferramenta para equilibrar a sua balança comercial, muitas vezes deficitária, conta o ‘elEconomista’.

Num cenário onde a balança corrente registava um déficit preocupante em relação ao PIB, os números de 2023 trouxeram alívio, com uma redução significativa para cerca de 2,6%. Esse progresso não apenas fortaleceu a perspetiva externa da Tunísia, mas também atraiu investidores privados, resultando num aumento das reservas oficiais.

Continue a ler o artigo em Executive Digest.

Últimas