90% dos portugueses evitam desperdício alimentar como forma de poupança

A experimentar

O último ano foi economicamente difícil não só para os portugueses como para a maioria dos europeus. O aumento dos preços, especialmente na área alimentar, e a diminuição do poder de compra obrigou a um ajustamento orçamental, como comprovam os resultados do Barómetro Europeu realizado pelo Cetelem – marca comercial do grupo BNP Paribas Personal Finance.

Com 66% dos portugueses a afirmarem que a despesa alimentar aumentou, houve uma mudança nos hábitos e no comportamento de consumo dos cidadãos. 30% tiveram de limitar ou mesmo renunciar às despesas com produtos alimentares devido à falta de meios financeiros. 44% afirmam também ter abdicado de certos produtos, como carne ou peixe, e comprar menos produtos “amigos do ambiente” (46%), como produtos biológicos. Já 29% revelam mesmo terem passado a comer menos.

Continue a ler o artigo em TecnoAlimentar.

 

Últimas