https://cdn.jornaldenegocios.pt/images/2024-03/img_100x100$2024_03_25_22_34_29_473747.jpg

Cacau mais caro que cobre. Preços batem recorde acima dos 9 mil dólares por tonelada

A experimentar

https://cdn.jornaldenegocios.pt/images/2024-03/img_100x100$2024_03_25_22_34_29_473747.jpg

Os ovos da Páscoa poderão tornar-se um luxo em breve. O preço do cacau superou esta segunda-feira pela primeira vez a fasquia dos 9 mil dólares por tonelada, superando o preço do cobre, por exemplo.

As fracas colheitas nos países produtores da África Ocidental devido ao mau tempo e doenças têm impulsionado os preços desta matéria-prima essencial para a produção de chocolate. Só desde o início do mês, os preços dos contratos futuros em Nova Iorque dispararam cerca de 50%.

Hoje, os preços chegaram a tocar os 9.400 dólares por tonelada, uma subida de 5,2%, e tornando o cacau mais caro do que o cobre, o metal industrial de referência. No mercado londrino, os preços chegaram a avançar 8% esta segunda-feira.

 

Continue a ler o artigo em Jornal de Negócios.

Últimas