Vinhos: As lições do Berlin Tasting

A experimentar

Passaram 20 anos desde o golpe de génio do chileno Eduardo Chadwick.

Decorreu há duas semanas em Berlim uma prova de vinhos com carácter de celebração. Os vinhos eram de um produtor chileno, Eduardo Chadwick (na foto), dono de uma empresa familiar que comercializa marcas como Chadwick (o topo de gama), Seña, Dom Maximiano e Kai, entre outros. A parte mais interessante é o porquê da celebração: foi em 2004 que este produtor resolveu mudar a estratégia de promoção dos seus vinhos a nível internacional. Diga-se que o seu nome já era bem conhecido, uma vez que tinha iniciado uma colaboração com a família Mondavi, da Califórnia. O ‘papa’ dos vinhos californianos, que tinha ajudado a colocar a marca Mondavi e Opus One no altar dos grandes néctares, interessou-se pelo Chile e firmou um acordo com a família Chadwick para fazerem um vinho em conjunto. Dessa colaboração nasceu o tinto Seña, com a primeira edição em 1995.

Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas