Adega da Vidigueira quer faturar meio milhão de euros em 2024 à boleia das exportações

A experimentar

A Adega Cooperativa de Vidigueira, Cuba e Alvito quer faturar este ano cerca de meio milhão de euros e, para isso, apontou baterias para o mercado internacional.

A ideia passa por consolidar a presença das suas marcas no Brasil, de longe o principal mercado de exportação, assim como em França, Suíça, EUA e Angola, e entrar em duas novas geografias: Canadá e Reino Unido, dois dos maiores mercados de exportação para os vinhos portugueses.

Continue a ler o artigo em HiperSuper.

Últimas