Licoroso Czar 2014 da ilha do Pico é o Vinho do Ano 2023 para a Revista de Vinhos

A experimentar

“Czar 2014, vinho licoroso ‘sui generis’ da ilha do Pico, Açores, elaborado por Fortunato Garcia a partir de dois hectares com as castas Verdelho, Arinto dos Açores e Terrantez do Pico instalados na Criação Velha, obteve a distinção Vinho do Ano”, pode ler-se num comunicado hoje divulgado pela organização do evento.

O prémio Produtor Revelação do Ano também foi para a ilha do Pico, no caso para a Azores Wine Company, “projeto criado há uma década e liderado por António Maçanita e Filipe Rocha”, e a Barbeito, produtor de Vinhos Madeira e tranquilos madeirenses, foi o Produtor de Vinhos Fortificados do Ano.

À semelhança do sucedido nos anos anteriores, a gala da 27.ª edição dos prémios Os Melhores do Ano decorreu hoje na Alfândega do Porto, tendo também premiado “a tricentenária Quinta da Alorna, em Almeirim, região do Tejo, há cinco gerações na esfera da família Lopo de Carvalho”, com o título de Produtor do Ano.

Continue a ler o artigo em Açoriano Oriental.

Últimas