Turismo no Centro cresce 12% com oito milhões de dormidas em 2023

A experimentar

A Turismo Centro de Portugal (TCP) congratulou-se hoje com o desempenho do setor na região nos diferentes indicadores, em 2023, evidenciado nos quase oito milhões de dormidas.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a TCP salientou que a atividade turística no Centro alcança “recorde histórico e cresce 11,9%”, com os dados preliminares do Instituto Nacional de Estatística (INE) a confirmarem um “desempenho excecional da região em todos os indicadores” em 2023.

“O ano passado foi o melhor de sempre para o turismo na região, que se destacou em vários indicadores, como o número de dormidas e de hóspedes, a taxa de ocupação e os proveitos totais”, acentuou.

Para a entidade liderada por Raul Almeida, ex-presidente da Câmara Municipal de Mira, “estas são notícias muito gratificantes para os empresários que investem no turismo”.

“O Centro de Portugal recebeu quase oito milhões de dormidas nos alojamentos turísticos, entre janeiro e dezembro de 2023, mais concretamente 7.965.898. Este valor, nunca antes alcançado pela região, representa um aumento significativo de 11,6% em comparação com 2019, que era o ano de referência”, destacou.

Se a comparação for relativamente a 2022, “a subida é ainda mais impressionante, na ordem dos 11,9%”, de acordo com a TCP, que regista este “grande acréscimo”, em 2023, “tanto nas dormidas dos visitantes nacionais como dos que chegaram de fora do país”.

“As dormidas de residentes em Portugal subiram de forma expressiva: tinham sido 4.016.888, em 2019, e os números preliminares de 2023 apontam para 4.663.421. Uma subida de 16,1%, que mostra que o território do Centro de Portugal atrai cada vez mais visitantes de outras regiões nacionais”, realçou.

Entretanto, as dormidas de visitantes internacionais “continuaram a aumentar”, com os números provisórios a indicarem um aumento de 5,9%, em 2023, em relação a 2019, totalizando 3.302.477 dormidas.

“Os números hoje revelados podem ser revistos em alta, quando os dados preliminares do INE se tornarem definitivos, em julho”, admitiu a TCP.

Citada na nota, a vice-presidente da entidade regional, Anabela Freitas, afirmou que 2023 “pode ter sido o ano em que a região alcançou o marco histórico das oito milhões de dormidas e dos 4,5 milhões de hóspedes, ou esteve muito perto de o fazer”.

“São dados muito encorajadores que demonstram a grande pujança da atividade turística no território e que mostram que o Centro de Portugal é um destino de excelência, que oferece uma diversidade de experiências e produtos turísticos para todos os gostos e preferências”, congratulou-se.

Na região, com uma “taxa de ocupação em alta”, os dados positivos “comprovam-se igualmente no indicador do número de hóspedes”.

“No total, o Centro de Portugal recebeu mais de 4,46 milhões de hóspedes em 2023, mais 349 mil do que em 2019, melhor ano até agora. Ou seja, em 2023, a região foi visitada por mais 8,5% de hóspedes”, concluiu.

Últimas