Valongo comparticipa por mais um ano cabazes de frutas e legumes de produtores locais

A experimentar

A Câmara de Valongo vai comparticipar, por mais um ano, os cabazes de produtos hortofrutícolas vendidos pela Cooperativa dos Produtores Agrícolas deste concelho na Internet no âmbito do projeto “O Mercado”, segundo proposta hoje aprovada em reunião do executivo municipal.

De acordo com a proposta a que a Lusa teve acesso, esta autarquia, do distrito do Porto, comparticipa parte dos cabazes até um máximo anual de 35 mil euros.

No Cabaz Família, que tem cinco quilos e custa oito euros, o município comparticipa três euros, fazendo com que o público o compre por cinco euros.

Já no Cabaz Super-Família, entre oito a nove quilos e com um valor de 13 euros, a autarquia, liderada por José Manuel Ribeiro, comparticipa com quatro euros, reduzindo o preço a pagar para os nove euros.

Os cabazes predefinidos, que semanalmente são elaborados pela Cooperativa dos Produtores Agrícolas de Valongo com produtos variados e de produção local, são encomendados na Internet em https://saude.cm-valongo.pt/projetos/o-mercado.

Os compradores levantam os cabazes, que vêm com dicas e receitas saudáveis, em dia, hora e local definido.

Com “O Mercado”, a Câmara Municipal de Valongo quer promover hábitos de vida saudável, nomeadamente no que se refere à alimentação e ao consumo regular de hortícolas e frutícolas, assegurar o acesso facilitado a “produtos frescos, de qualidade e a preço justo”, dinamizar a economia local, apoiar os pequenos agricultores e diminuir a pegada ecológica.

Últimas