Titan Daemon 666 | O mistério da estrada de Sernancelhe

A experimentar

“A coisa mais bela que podemos experimentar é o mistério. Ele é a fonte fundamental de toda verdadeira arte e ciência. Aquele para quem essa emoção é estranha, que não consegue mais parar e ficar envolto em êxtase, é como se estivesse morto: os seus olhos estão fechados.” Albert Einstein.

O vinho, na sua essência, é uma experiência sensorial única, onde cada garrafa guarda segredos que apenas são revelados aqueles que se aventuram a experimentá-la. Assim como um bom mistério, o vinho revela-se aos poucos, à medida que as suas camadas vão desvendando narrativas inesperadas, complexas e intrigantes.

Titan Daemon 666A primeira pista desse mistério vínico está na cor, um enigma visual que antecipa a riqueza que está prestes a ser revelada. O amarelo dourado cristalino, tal como as páginas de um romance policial, pode sugerir uma trama rica e cheia de nuances. À medida que o copo se move em direcção ao nariz, o aroma, por vezes subtil, dá-nos a pista seguinte. Um convite olfactivo que instiga à curiosidade e nos desafia a decifrar cada nota, como quem procura pistas num cenário enigmático.

Titan Daemon 666O palato é a parte central desse VSI (Vinho sob Investigação :P), onde as nossas papilas gustativas são desafiadas a decifrar os sabores complexos que se entrelaçam como personagens de uma narrativa bem elaborada. A acidez inicial pode ser um isco, escondendo a doçura que surge como uma reviravolta inesperada. Os taninos, personagens robustos, também procurar deixar sua marca, enquanto a persistência do sabor é o epílogo que perdura na memória.

Titan DaemonTodos este mistério banhado a etanol é também um desafio de paciência, que apenas se aclara com o tempo. O mesmo sucede nos bons livros de mistério, onde quase tudo é revelado apenas no final, para quem se manteve sereno. Cada gole é uma página virada, revelando um novo capítulo do enigma que é o vinho, uma bebida que guarda consigo os segredos da terra, do tempo e da arte do enólogo. Hoje falo-vos de um vinho (bem, na verdade vão ser dois) que eleva essa relação entre vinho e mistério, a um novo patamar.

Titan Daemon

TITAN of Távora-Varosa Daemon “Sescenti Sexaginta Sex”, é um vinho branco da colheita de 2020, proveniente de uma vinha velha no Concelho de Sernancelhe, com mais de 140 anos, plantada a 850 metros de altitude, com mistura de castas, mas predominância de Cerceal, num solo de granito e quartzo e com uma área de 0,80 hectares.

Titan DaemonNesta nova gama de vinhos de luxo, Daemon “Sescenti Sexaginta Sex” (666), somos transportados para o tal mistério, para a dimensão do oculto e da superstição. Esta é uma série limitada a 666 garrafas, com o valor de venda recomendado de 666 €. Tem o design do gabinete Rita Rivotti, produção da Etiquel, é apresentado numa embalagem que além de servir de caixa é também um candeeiro com luz LED, criação da Maxibox e tem a criação audiovisual da Goldenanimation.

Titan DaemonA vinificação foi feita com bastante simplicidade e de modo pouco interventivo: uvas frescas no seu ponto ideal de maturação, apanhadas à mão para caixas de 20 kg e transportadas para a adega onde foram sujeitas a uma criteriosa escolha manual, desengace e suave esmagamento.

Continue a ler o artigo em No meu Palato.

Últimas