Tábua de Queijos e Sabores da Beira vai homenagear o mundo rural

A experimentar

A Tábua de Queijos e Sabores da Beira, a decorrer nos dias 02 e 03 de março, no Pavilhão Multiúsos de Tábua, vai distinguir o trabalho das queijeiras que fizeram parte da primeira edição do evento.

“Há uma série de iniciativas que estão a ser preparadas”, além dos dois dias do certame, para comemorar as suas 35 edições, disse hoje o presidente da Câmara Municipal de Tábua, Ricardo Cruz, durante a conferência de imprensa, na Quinta de São Jacinto, em Midões, freguesia onde se realizou pela primeira vez a Feira do Queijo, em 1990.

Naquele ano participaram na feira 38 queijeiras, no entanto, apenas oito vão ser agora distinguidas, pois não foi possível localizar umas e outras já faleceram.

Também no âmbito do reconhecimento à importância e a quem trabalhou ou trabalha no setor, a autarquia tenciona recuperar uma rotunda, em pleno centro da vila de Tábua, para aí destacar a figura do pastor e das ovelhas, adiantou o autarca.

A Câmara Municipal vai ainda criar um e-book, um livro digital, com fotografias, histórias e curiosidades, assim como um documentário sobre as 35 edições do certame, que será apresentado ainda este ano, para evidenciar a tradição e o trajeto da feira, desde o seu início, em 1990, até 2024.

Este ano, a Tábua de Queijos e Sabores da Beira realiza-se, como habitualmente, no Pavilhão Multiúsos da vila de Tábua, no interior do distrito de Coimbra.

O evento vai incluir cerca de 72 bancas com produtores diretos e empresas, que vão divulgar e promover o queijo da Serra da Estela, queijos regionais, enchidos, mel, compotas, pão, entre outros produtos endógenos.

As tasquinhas, representadas por 12 associações concelhias, vão dispor de pratos regionais.

Além de 10 stands destinados ao artesanato, a iniciativa contém produtos, como fruta e hortaliças.

A 35.ª edição da Tábua de Queijos e Sabores da Beira vai integrar um espaço de vinhos, onde estarão representadas marcas do concelho (que faz parte dos vinhos do Dão) e de outras regiões vitivinícolas do país, e um espaço institucional que engloba as 11 freguesias e união de freguesias do concelho de Tábua.

Já no espaço exterior, vai existir uma zona animal e agrícola, onde serão feitas nomeadamente tosquias e demonstrações.

Questionado acerca da previsão do número de visitantes, Ricardo Cruz antevê a visita de 30 mil pessoas.

De acordo com o presidente do município de Tábua, a 35.ª edição conta com um investimento de cerca de 40 mil euros.

“Sabemos que é um certame vendedor. É uma injeção na economia local que se multiplica por milhares e milhares de euros, tendo em consideração os inúmeros visitantes, as inúmeras compras de forma direta”, conclui.

Últimas