Vinhos raros e memoráveis

A experimentar

Nem todos os produtores podem dar-se ao luxo de fazer vinhos ao seu gosto, contando que todos gostem. Mas Ricardo Freitas, da Barbeito, na ilha da Madeira, já deu mais que provas que os vinhos que gosta de produzir são sempre bons e do agrado dos enófilos que procuram novidades de qualidade.

Oprodutor Madeirense Ricardo Freitas lançou recentemente seis novidades, diferentes entre si, mas com muito em comum. Para começar, são todos vinhos de casco único (single cask) e resultam do gosto pessoal do produtor. Depois, cada vinho corresponde   a um casco, que varia entre os 300 e os 700 litros, o que que dizer que se enchem poucas garrafas, premium, de edição limitada. Por último, muitos destes vinhos foram elaborados com uvas provenientes de viticultores que sempre foram fornecedores da Barbeito (alguns do tempo do avô de Ricardo), ou seja, ‘uvas de confiança’, vigiadas e tratadas como o produtor quer.

As novidades apresentadas foram os vinhos da Madeira Barbeito Sercial Vinha da Lage 2015, o Tinta Negra Lagar 2 da Vinha Velha das Mantas 2008, o Boal Vinha da Torre 2008, o Boal Vinha do Charlot 2005, o Malvasia Cândida 2006 e o Verdelho Casco Único 103 a+c 1993. Vinhos  diferentes entre si mas com características que os evidenciam. Todos eles consequência do entusiasmo e do gosto de Ricardo, conhecido há muito pelas suas experiências, que sempre surpreendem o consumidor.

Continue a ler o artigo em Maria João de Almeida.

Últimas