IA identifica a origem dos Vinhos de Bordéus

A experimentar

Uma equipa da Universidade de Genebra, na Suíça, realizou um estudo com o objetivo de “identificar uma assinatura química específica e invariável para cada propriedade” produtora de vinho.

Foram utilizados 80 vinhos tintos de 12 colheitas diferentes, produzidos em sete châteaux bordaleses, que foram vaporizados e reduzidos a componentes químicos, posteriormente analisados recorrendo à cromatografia.

De acordo com a National Library of Medicine, a cromatografia é “uma técnica biofísica que permite a separação, identificação e purificação dos componentes de uma mistura para análises qualitativas e quantitativas”. Os componentes analisados têm o nome de cromatograma.

Continue a ler o artigo em Revista de Vinhos.

Últimas