https://images.trustinnews.pt/uploads/sites/5/2023/11/231127_LM-Hotel-a-Fabrica-Manteigas-4-1-3-crop-1701117192-5640x2961.jpg

Dormir entre teares no Hotel da Fábrica, em Manteigas

A experimentar

https://images.trustinnews.pt/uploads/sites/5/2023/11/231127_LM-Hotel-a-Fabrica-Manteigas-4-1-3-crop-1701117192-5640x2961.jpg
Com vista para o vale glaciar do Zêzere, o edifício onde nasceu a primeira fábrica de lanifícios, há quase 100 anos, transformou-se num hotel que alia conforto ao património.

Ainda não espreitámos o quarto, mas na chave que levamos na mão vai presa uma lançadeira de madeira representando uma peça fundamental nos teares antigos que servia para enrolar o fio e fazer a trama (tecido entrelaçado). Tem tudo que ver, afinal, com a história deste hotel, que nasceu nas primeiras instalações da Ecolã, a mais antiga unidade produtiva artesanal de lanifícios do País (fundada em 1925). A fábrica mudou-se, em 2012, para um espaço maior em Manteigas, “para conseguir dar resposta ao aumento das encomendas”, conta-nos João Clara, 68 anos, que há três décadas largou a carreira de gestor em Lisboa para tomar conta do negócio fundado pelo avô.

Uma coisa é certa: quem pernoitar no Hotel da Fábrica (16 quartos e duas suítes) usufruirá não só de conforto e de uma noite bem dormida, com vista para o vale glaciar do Zêzere e para a Natureza imaculada desta vila serrana (…)

Continue a ler o artigo em Visão.

Últimas