Escolher e preparar o bacalhau para a ceia

A experimentar

Não é um jantar igual aos outros, pela época, pelo contexto, pela tradição. É uma refeição especial e em família. Por isso, não há como facilitar no que vai à mesa. Lombos, de preferência.

Mas se há tanto bacalhau, como escolher e o que comprar para uma ocasião tão especial como esta? Há dicas que circulam um pouco por toda a parte para desfazer dúvidas. A qualidade não é medida ao peso e o tamanho não importa. Se é grande não quer dizer que é melhor, se é pequeno não significa que é mau. Com a cura, como quem diz a secagem do bacalhau, a conversa é outra. Quanto mais tempo, mais textura ganha. Outra coisa. Se dobra na zona do lombo, pode não estar bem seco. Se há sinal de humidade junto à espinha, idem aspas.

Continue a ler o artigo em Notícias Magazine.

Últimas