https://images.impresa.pt/expresso/2023-11-30-vlcsnap-2023-11-30-19h27m59s489.png-1066f263/1.91x1/mw-1200?outputFormat=jpeg

Minuto Consumidor: os preços dos alimentos vão subir com o fim do IVA Zero?

A experimentar

https://images.impresa.pt/expresso/2023-11-30-vlcsnap-2023-11-30-19h27m59s489.png-1066f263/1.91x1/mw-1200?outputFormat=jpeg
As ida ao supermercado pesam mais na fatura mensal do que antes do início da Guerra na Ucrânia, altura em que os preços começaram a subir a pique. Mas o aumento não foi sempre em escalada, teve os seus altos e baixos.

De acordo com as contas da DECO Proteste, desde 23 de fevereiro de 2022 até este mês de novembro, o cabaz de alimentos aumentou mais de 40 euros.

A 23 de fevereiro de 2022, era possível comprar o cabaz de 63 produtos essenciais monitorizados pela DECO por 183,63 euros. Passado um ano, exatamente os mesmos produtos, tinham um custo de aquisição pelo consumidor de 226,60 euros.

Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas