https://s3.observador.pt/wp-content/uploads/2023/11/29105939/imagem-1-geral-vinhos-da-peninsula-de-setubal-2-1.jpg

Esta é a magia por trás dos vinhos da terra de Bocage

A experimentar

https://s3.observador.pt/wp-content/uploads/2023/11/29105939/imagem-1-geral-vinhos-da-peninsula-de-setubal-2-1.jpg

Quando se fala em Setúbal, é fácil pensar no choco “frrito”, nas “sarrdinhas” e no queijo de Azeitão. Mas os vinhos da região não só não ficam atrás, como merecem um lugar de destaque no coração.

É certo que já todos conhecemos a qualidade e popularidade dos vinhos da região de Setúbal, mas há um mundo por descobrir para além dos brindes à mesa e da garrafa de moscatel que oferecemos no Natal aos nossos tios, (que já agora, é uma excelente ideia).

Como diria Bocage, “Amores vêm e vão, mas o verdadeiro amor nunca sai do coração”.

Cada garrafa é uma história de amor e um capítulo repleto de memórias e tradições que se entrelaçam com a evolução da viticultura na Península de Setúbal. São séculos de expertise, de saberes transmitidos de geração em geração, resultando em vinhos que não são apenas bebidas, mas sim testemunhos engarrafados de uma herança vinícola rica e apaixonante.

Continue a ler o artigo em Observador.

Últimas