Mini Folares de Maçã e Canela

A experimentar

O folar é tradicionalmente um bolo Pascal confeccionado à base de massas lêvedas, ovos e açúcar. Está historicamente associado a duas coisas. Uma ao povo Judeu, estando praticamente presente em todas as comemorações, cujo nome é challah. A outra está associada à tradição católica. O folar está ligado à Páscoa, pelo seu significado de reconciliação e espírito de paz. Daí em Portugal os padrinhos, por tradição oferecerem aos seus afilhados um folar.

Hoje, talvez já não seja assim em todo o país, mas há ainda muitos lugares portugueses que o fazem.

Em Portugal as tradições cristãs e judaicas estão interligadas. Ao longo da história cruzámo-nos muitas vezes e por causa disso as tradições também.

Mas muitos outros países e culturas, celebram a Páscoa, com pães doces, misturados com especiarias. Era nas festas pagãs que se oferecia pão para celebrar o fim do Inverno e o princípio da Primavera, como oferendas aos deuses, pedindo fertilidade das terras. Já os Egípcios, Gregos e Romanos o faziam. E nós só nos limitámos a segui-los.

De uma forma ou de outra todos nós temos as nossas tradições que gostamos de manter. Eu gosto, e por isso mesmo tenho o hábito de fazer e oferecer os folares na Páscoa, embora lhes dê um twist, desta vez fi-los individuais em formato de queque.

Espero que gostem.

Ingredientes:

400g de farinha T65

100ml de leite morno

7g de fermento de padeiro seco

100g de açúcar branco

100g de manteiga

1 pitada de sal

1 c. de sobremesa de extracto baunilha

1 ovo L

1 laranja, só a raspa

½ chávena de puré de maçã

Canela em pó

1 ovo para pincelar

Continue a ler em Da Horta Para a Cozinha

Últimas