Feira do Folar e Festival do Cabrito na Páscoa de Carrazeda de Ansiães

A experimentar

Os dois principais produtos da Páscoa transmontana vão estar em destaque em Carrazeda de Ansiães no Festival do Cabrito e na Feira do Folar, que este ano integra a programação do Douro Cidade Europeia da Cultura.

Este município do distrito transmontano retoma, depois de dois anos de restrições devido à pandemia, o formato presencial dos dois eventos, que decorrem na semana da Páscoa, como divulgou hoje a Câmara Municipal.

A autarquia, que é a promotora, destaca a novidade de este ano a Feira do Folar e Produtos da Terra de Carrazeda de Ansiães integrar a programação da iniciativa Douro Cidade Europeia do Vinho, que decorre, ao longo de todo o ano, nos municípios da Comunidade Intermunicipal (CIM) Douro.

“O folar é o produto rei que dá nome ao evento ao qual se juntam outros produtos da terra, a gastronomia e, principalmente, o vinho”, refere a autarquia, em comunicado.

A feira decorre no Centro Empresarial e, além do tradicional folar de carnes, passa a incluir também gastronomia, vinhos e espetáculos musicais, segundo a organização.

O evento tem uma área dedicada exclusivamente à atividade de panificação, com os produtores do tradicional folar, e expositores com outro tipo de produtos, nomeadamente pastelaria, compotas, enchidos, licores, vinho, azeite, mel e outros produtos alimentares e agrícolas.

Uma tenda exterior está destinada à área “mais recreativa”, com palco para animação, tasquinhas com serviço de refeições e expositores de vinho do concelho.

Para que as famílias possam usufruir do evento com tranquilidade, a organização preparou no interior do Centro de Apoio Empresarial de Carrazeda de Ansiães um espaço “onde as crianças se podem divertir, em total segurança, contando com o acompanhamento e vigilância de monitores”.

“A Feira do Folar e Produtos da Terra pretende ser uma oportunidade para comercialização dos produtos existentes no concelho de Carrazeda de Ansiães, de modo especial o folar, contribuindo assim para promover a economia local, cultura, tradições e turismo”, segundo o município.

Na mesma semana da Páscoa, decorre nos restaurantes do concelho o Festival do Cabrito, que, “para além de ser um prato característico da Páscoa, é típico neste concelho”.

Durante o período em que decorre o festival, por cada 30 euros gastos em refeições de cabrito, o município oferece uma garrafa de vinho e um copo alusivo ao território.

“A autarquia, sabendo da sua importância económica, quer para a restauração quer para a produção, incentiva o consumo, não apenas dos residentes, como aconteceu em período de pandemia, mas também dos visitantes, promovendo este festival como forma de atrair pessoas ao concelho”, refere.

Últimas