Falua investe 5 ME em três anos para expandir vinha em diferentes regiões

A experimentar

A Falua investiu mais de cinco milhões de euros, a executar em três anos, para expandir a sua área de vinha própria em diversas regiões do país, foi anunciado.

“Dando continuidade à expansão da área de vinha própria em diferentes regiões, a Falua acaba de reforçar a área da viticultura com um plano de investimento superior a cinco milhões de euros, a executar até 2024, totalizando 200 hectares de vinha na região Tejo e 31 hectares na região dos vinhos verdes”, indicou, em comunicado, a empresa da região de Almeirim, distrito de Santarém.

A falua comprou 80 hectares encostados à Vinha do Convento, na sub-região da Charneca, detendo uma área continua de 125 hectares, totalizando 200 hectares na região Tejo.

O plano de investimento prevê a plantação de mais de 60 hectares de vinha e a reconversão de outros 17 hectares.

Por sua vez, na região dos vinhos verdes, o investimento contempla a plantação de vinhas das castas Loureiro e Alvarinho.

Em 2022, a empresa instalou 11 hectares da casta Loureiro em Soutelo, concelho de Vila Verde.

A Quinta do Hospital, em Monção, conta com a plantação de mais de 10 hectares de vinho, passando a ter 20 hectares da casta Alvarinho na sub-região de Monção e Melgaço.

“Este investimento teve início em 2022 e estará em execução até 2024, de forma a permitir um crescimento assente nos nossos valores de sustentabilidade e de grande respeito pela natureza”, afirmou, citada no mesmo comunicado, a diretora-geral da Falua, Antonina Barbosa.

A também enóloga explicou que o plano de investimento contempla a aquisição de terra para instalação de vinha, mas também a criação de condições para garantir uma produção de uvas “de elevada qualidade para continuar a produzir vinhos de excelência”.

Em 2017, a Falua foi comprada pela VITAS Portugal, filial do grupo Roullier.

Últimas