Um chef à procura de trufas pelo país profundo

A experimentar

Com a ajuda do italiano Giovanni Longo e das cadelas pisteiras Lolla e Laika, o chef Tanka Sapkota percorre o país durante um mês, à procura de um dos ingredientes que o notabilizou: as trufas. O DN acompanhou-o pela serra de Sicó.

Tanka Sapkota veste um fato impermeável verde-tropa, à laia de camuflado, que lhe permite enfrentar a humidade gélida da serra de Sicó. O que para a comitiva que o acompanha pode parecer uma adversidade, pode bem ser uma benção para o futuro: é ali que o chef espera encontrar trufas, ou as condições propícias para as ver propagar.

Desde o dia 6 de janeiro que o cozinheiro nepalês – proprietário das pizarias Come Prima e Forno d”Oro, além dos restaurante Il Mercato e casa Nepalesa – anda pelo país à procura desse cogumelo hipógeo, ou subterrâneo, que germina naturalmente junto às raízes de azinheiras, carvalhos e choupos, em terrenos com altos índices de calcário e silicatos, em zonas de pedra-mãe.

Continue a ler o artigo em Diário de Notícias.

Últimas