Lavradores de Feitoria estreia novo tinto e nova imagem

A experimentar

A Lavradores de Feitoria lançou recentemente o Vinha do Sobreiro, um tinto de 2016, com grande capacidade de envelhecimento. Esta primeira edição conta com 6 anos de estágio, entre adega e cave.

O novo Vinha do Sobreiro chega para reforçar a gama vinhos de terroir, de onde também fazem parte os vinhos Meruge branco de 2020, e os tintos Meruge 2019 e Quinta da Costa das Aguaneiras 2018, agora lançados com uma nova imagem. Além do rótulo, o Quinta da Costa das Aguaneiras alterou também a garrafa e passou a utilizar o modelo borgonha.

O Vinha do Sobreiro 2016 tinto – tem origem na Quinta de Pias, em Celeirós, no vale do Pinhão, sub-região do Cima Corgo. As uvas são provenientes de uma vinha onde, como o próprio nome indica, existe um sobreiro. As videiras têm entre 30 e 40 anos e estão plantadas a cerca de 400 metros de altitude, com exposição Norte, o que contribui para a frescura do vinho. A vinificação é realizada em lagar e estágio em barricas de carvalho francês novas, durante 12 meses. Um tinto elaborado com Touriga Franca, Tinto Cão e Tinta Roriz, com aroma de fruta vermelha madura e notas florais, e paladar estruturado, fresco, elegante e final de boca prolongado.

O artigo foi publicado originalmente em Maria João de Almeida.

Últimas