Baga rainha: o mirtilo é a joia da coroa em Idanha-a-Nova

A experimentar

Com inúmeros benefícios para a saúde, como a redução do colesterol ou o controlo da diabetes, e muita versatilidade à mesa, podendo ser consumido ao natural, em compotas e licores, o mirtilo é um fruto de cor azul que tem no concelho de Idanha-a-Nova a maior área de produção em ambiente biológico da Península Ibérica. Nelson Antunes, da Berrysmart, deixou uma vida ligada à restauração, em Lisboa, para trilhar caminho como jovem agricultor, na Beira Baixa. “Da Terra à Mesa” é um projeto Boa Cama Boa Mesa que dá a conhecer os produtos portugueses a partir de histórias inspiradoras e de sucesso, desde a produção até ao consumidor, em casa ou no restaurante.

“Antes de se começar a falar muito dos jovens agricultores, decidi ser jovem agricultor”, atira Nelson Antunes, da Berrysmart, empresa dedicada à produção e comercialização de mirtilo. Saiu de Lisboa, onde trabalhava em hotelaria – “tinha um restaurante, mas estava farto” – e mudou-se para a Beira Baixa, de onde os pais eram naturais, “a zona do país que conhecia melhor em Portugal” além da capital.

A empresa foi fundada em 2012, embora Nelson já fosse produtor, em nome individual, desde 2004. “Tinha uma boa área mas, na altura, a indústria do mirtilo ainda era muito residual em Portugal.” Entre 2011 e 2012, por causa da crise, “começaram a aparecer muitos jovens agricultores na área dos pequenos frutos, como mirtilo, a framboesa ou a amora” e a Berrysmart foi fundada para dar resposta a todas as requisições.

Berry Smart

Berry Smart

Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas