Fogo, memória e conforto: conheça o novo restaurante Vasco Coelho Santos no Douro

A experimentar

É com comida de tacho e da estação, cozinhada preferencialmente no fogo, que o premiado chef portuense Vasco Coelho Santos chega ao Douro para servir pratos tradicionais e de conforto, mais precisamente à emblemática Quinta do Seixo.

O fim de tarde anuncia-se ameno e a noite assim continua, com uma ligeira brisa a refrescar o calor noturno que marca o ritmo das vindimas, este ano, já quase a chegar ao fim quando Vasco Coelho Santos abre as portas da sua nova cozinha no Douro. Estamos a 22 de setembro, em plena Quinta do Seixo, emblemática propriedade da Sandeman, e a noite convida a desfrutar da ampla esplanada de onde se avista uma das mais belas paisagens do mundo, entre os vertiginosos socalcos e o rio correndo indiferente lá ao fundo.

Cabeça de Xara

Cabeça de Xara | Diogo Rocha – Undercover

Sempre que o tempo estiver de feição é ali, entre vinhas, que melhor se desfruta dos pratos desenhados para cumprir o ensejo de oferecer comida de conforto, de tacho, apelando às memórias do Douro de outros tempos, com um toque de irreverência característico do jovem chef.

São assim o Arroz de polvo cremoso e moira (€22) e o Robalo e migas (€48, para duas pessoas), e o Bacalhau à Zé do Pipo (€22), mas também, nas carnes, o Ensopado de cordeiro na lenha (€24), o Cachaço assado com arroz de forno (€19), a Vazia Mirandesa e batata (€37 para duas pessoas) e as Tripas à Euskalduna.

Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas