Cada português deita ao lixo 183 quilos de alimentos por ano

A experimentar

Segundo Francisco Mello e Castro, porta-voz do Movimento, atualmente há cerca de 3000 particulares envolvidos nesta causa, assim como 340 empresas, de setores tão variados como a agricultura, indústria, distribuição alimentar, restauração e hotelaria, que assumiram publicamente preocupações com o tema e estão a tomar ações para evitar que a comida vá para o lixo.

Segundo Francisco Mello e Castro, o “primeiro passo para reduzir o desperdício é tomar consciência do problema. Sentimos muitas vezes que as pessoas não têm noção da dimensão e do impacto” do problema. Quando as pessoas tomam consciência, “há uma mudança de comportamentos”, acrescenta.

Continue a ler o artigo em Jornal de Notícias.

Últimas