Quinta da Chocapalha. Uma linhagem dedicada à vinha

A experimentar

Entre Lisboa e a serra de Montejunto, na Quinta da Chocapalha, no concelho de Alenquer, a família Tavares da Silva dá continuidade ao trabalho iniciado por um militar escocês que combateu os exércitos de Napoleão.

Estamos a meia hora de Lisboa e, no entanto, tudo na paisagem nos remete para uma tranquilidade rural. Na Aldeia Galega da Merceana, concelho de Alenquer, o pelourinho, as casas alpendradas e os passos em azulejo da procissão do Espírito Santo evocam uma importância ancestral, testemunhada pelo foral concedido pelo Rei de Portugal no remoto ano de 1305. Mesmo que as rotas do turismo de massas não passem por aqui (e ainda bem), o património e a História estão um pouco por todo o lado, o que em boa parte justifica que a família Tavares da Silva tenha dado ao seu vinho mais exclusivo o nome de Guarita, já que, como nos dirá Sandra, enóloga e filha dos fundadores, as linhas de Torres, que na primeira década do século XIX resguardaram Lisboa da terceira invasão francesa, não estavam longe.

Continue a ler o artigo em Diário de Notícias.

Últimas