Cinco vinhos com a cor do verão

A experimentar

Se há vinho que combina com a estação mais quente do ano, é o verde.

Clássico (jovem, leve e fresco) ou sofisticado (intenso, complexo e mineral), para consumo imediato ou com potencial de guarda, não faltam boas opções numa região dos Vinhos Verdes cada vez mais protagonista, fruto do trabalho de centenas de produtores e de uma comissão de viticultura, dinâmica e diferenciadora, que acaba de conhecer uma nova liderança – Dora Simões rendeu Manuel Pinheiro. A aposta na internacionalização será ainda maior. E o futuro tem tudo para continuar a ser de sucesso. Boas provas.


Vale dos Santos Superior 2021

Vinho Verde
Dos Santos
Arinto, fernão pires e loureiro
6 euros

Arranque auspicioso do projeto liderado por Cláudio dos Santos e com assinatura enológica de António Sousa. Um branco fresco, entusiasmante, com sedutores apontamentos de citrinos e de flor de laranjeira, de acidez harmoniosa e com um final seco e distinto. Excelente.


Besta 2021

Vinho Verde
Encostas Bravas
Loureiro, arinto, alvarinho e avesso
6 euros

Um branco que seduz os apreciadores de padrões mais tradicionais. De perfil mineral e extremamente fresco, cativa pela forma viva e exuberante como se apresenta e em que as notas limonadas e tropicais são uma tentadora impressão digital.

Continue a ler o artigo em Notícias Magazine.

Últimas