Cinco tintos para beber no verão

A experimentar

Quem apenas associa os brancos, os rosés e os espumantes à estação mais quente do ano está profundamente enganado.

No verão, os tintos podem – e devem – entrar nas listas de compras. Basta escolher vinhos menos encorpados, frescos, de taninos suaves. E não ter receio de arrefecer as garrafas – antes de servir, uma hora no frigorífico ou uns 15 a 20 minutos no congelador poderá fazer toda a diferença. Neste Bloco de Provas, cinco referências que merecem um lugar ao sol.


Rapazotes Reserva Tinto 2019

Douro
Tulha & Ribeiro
Vinhas velhas – variedade de castas tintas e brancas
12 euros

Com uma produção limitada a 3600 garrafas, trata-se de um Reserva que cativa pela frescura e pela forma, delicada, como a madeira se faz notar. A vasta paleta de harmonizações é um importante trunfo. A relação qualidade-preço revela-se imbatível. Para ser servido a 16 graus.


Monte Cascas Grande Reserva Tinto 2015

Douro
Casca Wines
Vinhas Velhas – mais de 20 castas tradicionais do Douro
24 euros

Continue a ler o artigo em Notícias Magazine.

Últimas