Guerra deixa vinho português para a Rússia em banho-maria

A experimentar

Não está a importar nem a servir novos clientes. Criada em 2019 para elevar o vinho português a outro patamar na Rússia, a Import Wine estava em franco crescimento até estalar a guerra na Ucrânia. Hoje tem a atividade limitada ao “stock” existente.

Em bom português, como diz José Cardoso Botelho, a guerra na Ucrânia colocou a Import Wine, que fundou com a mulher, Tatyana Bezukladnikova, “em banho-maria”. Assim que o conflito estalou a atividade da empresa, que se dedica à importação e distribuição de vinho português na Rússia, ficou limitada ao “stock” existente. A procura continua a ser “muito elevada” (…).

Continue a ler o artigo em Jornal de Negócios.

Últimas