“Temos de comer o peixe do dia e não podemos esperar ter sempre bacalhau à mesa“, diz o diretor de pescas da FAO

A experimentar

O consumo de peixe tem aumentado muito mais que o crescimento da população mundial, indica a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO), num relatório divulgado esta quarta-feira, na Conferência dos Oceanos da ONU. A produção aquícola é atualmente o dobro da que provém da pesca tradicional, mas em cenário de alterações climáticas e de crise nos oceanos temos de “ser conscientes e comer o peixe do dia que o mar nos dá”, aconselha Manuel Barange, o especialista sul-africano que dirige a divisão de pescas e aquacultura desta organização da ONU, com quem o Expresso conversou no Altice Arena

Aprodução pesqueira e aquícola mundial atingiu níveis recorde, indica o relatório “State of World Fisheries and Aquaculture” (SOFIA2022), divulgado esta quarta-feira pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) (…).

Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas