Humanwinety é o novo projeto inclusivo que quer ajudar a mudar o mundo a partir do vinho e turismo

A experimentar

A ideia partiu do enólogo Bento Amaral que desafiou Cláudio Martins a juntar-se. Empresa pretende promover a inclusão de indivíduos com deficiências físicas ou intelectuais, além de outras minorias, no negócio do vinho e do turismo, contribuindo para ajudar a colmatar a falta de trabalhadores nesta indústria.

O enólogo Bento Amaral, diretor dos Serviços Técnicos e de Certificação do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto (IVDP), vai deixar a instituição, pelo menos temporariamente, para se dedicar a um novo projeto. Em parceria com Cláudio Martins, da Martins Wine Advisor, criou a Humanwinety, empresa que pretende promover a integração de indivíduos com deficiências físicas ou intelectuais e outras minorias, sejam elas de “comunidades étnicas frágeis” ou de refugiados, no mundo do vinho e da hotelaria. O objetivo é dar-lhes formação e capacitá-los para que possam ser integrados no setor, sendo que, a cinco anos, a Humanwinety espera ter 500 alunos envolvidos nas suas atividades e estar já a operar na Europa mediterrânica e na América do Sul.
Continue a ler o artigo em Dinheiro Vivo.

Últimas