A cena gastronómica africana vai estar à mesa do Congresso dos Cozinheiros

A experimentar

“É uma oportunidade de conhecer melhor a rica herança cultural africana e a sua importante presença na cozinha portuguesa e internacional”, diz Paulo Amado, da organização do congresso. A 18ª edição acontece em Setembro, em Oeiras, e inclui o concurso do Melhor Pastel de Nata.

O próximo Congresso dos Cozinheiros em Portugal promete trazer a “cena gastronómica africana” para o palco com um conjunto de convidados, nacionais e internacionais, que provam que, apesar de alguma invisibilidade a esse nível, África está a dar cartas no mundo da gastronomia. O evento realiza-se nos dias 25 e 26 de Setembro, regressando aos Nirvana Studios, em Oeiras.

Aqui, estarão nomes como Fatmata Binta, uma “chef de cozinha nómada e embaixadora da cozinha da tribo Fulani”, da Serra Leoa, considerada em 2021 The Best Chef Rising Star pelos The Best Chef Awards, ou Najat Kaanache, uma cozinheira basca de San Sebastián, de origem marroquina e proprietária do restaurante Cús, na Cidade do México, além de outros restaurantes em Marrocos, na medina de Fez, incluindo o Nur, já considerado o Melhor Restaurante de África e Melhor Restaurante Marroquino nos World Luxury Restaurant Awards.

Continue a ler o artigo em Público.

Últimas