Do ponto mais fundo ao maior peixe do mundo, eis cinco proezas do mar

A experimentar

É nas águas dos oceanos que se têm registado muitos marcos nos últimos anos: a maior onda surfada na Nazaré, as viagens de poucos humanos até 11 mil metros de profundidade e o maior peixe que se conhece até hoje. O PÚBLICO seleccionou cinco recordes relacionados com o mar.

O oceano e os mares ocupam grande da superfície do planeta e escondem ainda muitos mistérios. Do que se sabe, há marcos fascinantes nos oceanos: o ponto mais fundo que se conhece tem quase 11 mil metros, os (cada vez menos) coloridos corais sarapintam milhares de quilómetros oceânicos, descobriram-se peixes que se julgavam extintos há milhões de anos e é nas águas azuis que vivem tanto o maior peixe que se conhece como o maior animal do planeta. A propósito da Conferência dos Oceanos das Nações Unidas, de 27 de Junho a 1 de Julho, em Lisboa, damos a conhecer algumas destas histórias.

O ponto mais fundo

A Fossa das Marianas é o ponto mais fundo do oceano e tem quase 11 quilómetros de profundidade (10.994 metros). Fica localizada no oceano Pacífico, perto das ilhas Marianas. Este ponto só foi alcançado por humanos em 1960, com a chegada de Don Walsh e Jacques Piccard ao Challenger Deep, uma ranhura nas profundezas da Fossa das Marianas. A viagem foi feita num batíscafo chamado Trieste e durou nove horas, ida e volta. Só deixaram de ser os únicos em 2012, quando o realizador James Cameron se aventurou nas profundezas pouco exploradas. Diz quem lá esteve que não há luz solar, que as águas são gélidas e que a pressão é enorme. Apesar do ambiente hostil, existe vida no fundo oceânico: peixes, crustáceos, plantas e vermes marinhos.

Até hoje, menos de 20 pessoas estiveram no ponto mais fundo dos oceanos, poucas mais do que aquelas que pisaram a Lua. Dentro deste recorde de profundidade, há outro marco: o explorador Victor Vescovo detém o recorde de mais visitas ao fundo da Fossa das Marianas. Foram oito vezes, a primeira delas em 2019. O norte-americano foi também a primeira pessoa a atingir os locais mais fundos dos cinco oceanos e a primeira pessoa que chegou tanto ao ponto mais fundo do mar como ao ponto mais alto do planeta, o Monte Evereste. Depois de quebrar o recorde de mergulho mais profundo, o explorador notou que até no ponto mais fundo do oceano se encontravam resíduos de plástico.

O maior peixe e o maior animal vivem no oceano

O tubarão-baleia (Rhincodon typus) é a maior espécie de tubarões e também o maior peixe do mundo. Estes tubarões medem cerca de 12 metros de comprimento (o tamanho de um autocarro), podendo até chegar aos 20 metros, e pesar cerca de 40 toneladas. As suas pintas brancas no dorso fazem com que sejam facilmente identificados. (…).

Continue a ler o artigo em Público.

Últimas