Fundadora e cozinheira do restaurante Tia Alice em Fátima condecorada por Marcelo Rebelo de Sousa

A experimentar

A atribuição do grau de Oficial da Ordem do Mérito Empresarial, Classe do Mérito Industrial, a Maria Alice Marto pelo presidente da República, concretizou-se na segunda-feira, 30 de maio, e deixou a cozinheira “muito feliz”.

Era uma distinção que se antevia. Há alguns meses que o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, preparava o caminho, confessando que tinha “uma surpresa” para Alice Marto, a conhecida fundadora e cozinheira do restaurante Tia Alice, em Fátima. Na segunda-feira, 30 de maio, a boa nova concretizou-se no Palácio de Belém, com a condecoração de Alice Marto com o grau de Oficial da Ordem do Mérito Empresarial, Classe do Mérito Industrial.

Alice Marto

Alice Marto

O momento foi “muito bonito e íntimo”, apenas com a presença de Alice e da sua família. “No discurso, o presidente mencionou a resiliência da minha mãe, o facto de nunca ter baixado os braços depois de vir de Moçambique, em 1973. Deu significado ao facto de uma pessoa, tendo vindo sem nada, continuar a criar os filhos e ter recomeçado de novo, abrindo um restaurante aos 53 anos, em 1988”, comenta um dos filhos, António Marto. Marcelo terá evidenciado ainda o sucesso empresarial deste restaurante, ao nível da criação de valor, e o seu contributo para a imagem do país além-fronteiras, enquanto digno representante da cozinha tradicional portuguesa.

Restaurante Tia Alice, em Fátima

Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas