Receitas antigas e quase esquecidas dão origem à Carta Gastronómica da Região de Coimbra

A experimentar

Cada um dos 19 municípios identificou seis receitas. O resultado é um documento que, além de relembrar o passado, perpétua a tradição gastronómica no futuro.

A ideia surgiu quando a Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra se inscreveu para ser Região Europeia de Gastronomia 2021-2022. Tinha, como objetivo, valorizar o património cultural da região, através da promoção da gastronomia enquanto marca distintiva. Esse objetivo concretizou-se e surge então a “Carta Gastronómica da Região de Coimbra”, que contou com a participação dos 19 Municípios da Regiãoda Escola de Hotelaria e Turismo, e com coordenação editorial de Guida Cândido.

Mais do que um livro de receitas, ao longo das 294 páginas da “Carta Gastronómica da Região de Coimbra” percorre-se a história, os costumes e os saberes populares que deram origem, por vezes em tempos difíceis, a receitas que hoje, algumas são clássicos, outras que, se não fosse esta recolha, seriam levadas pela espuma dos dias e cairiam no esquecimento. Ao consultar a carta, encontra sempre uma perspetiva histórica, sociológica e antropológica, com uma abordagem mais técnica ao nível da informação nutricional.

Torresmos

Torresmos | Cm Arganil

Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas