Em pires, taças, pratos ou travessas, está aberta a nova época dos caracóis

A experimentar

Sinónimo de esplanadas e de cerveja, os moluscos gastrópodes terrestres, vulgarmente conhecidos como caracóis, estão de regresso. A época já começou e há novidades para provar

Normalmente, na receita tradicional, usam-se azeite, alho, cebola, louro, orégãos, primenta e umas pitadas de sal. E, caso se goste, umas gotas de piripiri. Depois, juntam-se os caracóis e, apesar de um ou outro truque, consoante quem o faz, esta é a forma de preparar um dos mais populares petiscos nacionais, com época certa para serem apreciados. Tradicionalmente consumidos nos meses sem a letra “r”, ou seja, maio, junho, julho e agosto, pode dizer-se que está, oficialmente, aberta a época do caracol e da caracoleta. Agora é sentar na esplanada, pedir uma cerveja para acompanhar os caracóis em pires, pratos ou travessas.

Apolo 78

Apolo 78

Apolo 78
Pelo balcão do mais famoso dos estabelecimentos de caracóis de Loures, onde todos os anos até há um festival dedicado a este petisco, já passaram pasteis de nata com caracol, empadas de caracol e até um bombom de chocolate, feito com doce de ginja e, claro, caracol, que estão disponíveis este ano, por reserva. No Apolo 78 as “Empadas de caracol” também são feitas por encomenda, mas nada bate a receita clássica dos “Caracóis à Apolo” (€6,50). Conte tambem com “Caracoletas à Bolhão Pato” (€8,50) e “Caracoleta frita” (€8,50). Mantém o serviço de take-away.
Rua Díli, 3, Loures. Tel. 965138653.

Caracol do Bairro

Caracol do Bairro

Caracol do Bairro
O “Caracol Cozido” serve-se em taças de três tamanhos: médias (€6,80), grandes (€10,80) e muito grandes XL (€16,80). Esta época, a novidade é a possibilidade de levar à mesa as mesmas três modalidades de “Mitra à Bolhão de Pato”, (de €8,80 a €18,80). “Mitra” é o nome dado ao caracol médio, que também é conhecido como “Cabrinha” ou “Riscado”. Há ainda “Caracoleta assada”, com molho de mostarda e limão, vendida em meia dose, com 15 unidades (€8,50) e uma dose com 30 caracoletas (€14,50). No Caracol do Bairro também vendem caracóis vivos para confeção caseira (preço sob consulta). Não servem no local, mas, além dos caracóis, em caso de combinar um lanche com os amigos ou familiares, os clientes podem reservar outros petiscos da época e bebidas. Estão disponíveis nas principais plataformas de entrega.
Rua Professor Manuel Valadares, 19C, Lisboa. Tel. 919180626

Casa dos Caracóis

Casa dos Caracóis

Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas