O Ofício: Um restaurante de cozinha firme e técnica numa Lisboa que recomeça a fervilhar

A experimentar

Lisboa já quase fervilha como antes. O Ofício acode à procura com uma cozinha firme e técnica

Não é fácil marcar mesa. O espaço é amplo, mas tem bastante procura. A opção de turnos é quase natural. Lá dentro um lisboeta sente-se turista entre a clientela cosmopolita. É o Ofício — Tasco Atípico, que faz uma correta apresentação de si mesmo, pois não tem nada de tasco, nem no ambiente nem no serviço. Na carta vão surgindo alguns pratos típicos castiços elaborados com recorte técnico. A ementa é inclusiva, mas ao mesmo tempo inconclusiva. Há pratos com sabores nacionais, misturados com outros de inspiração asiática, europeia, ou de cozinha internacional, tudo a receber um toque personalizado do chefe. Ou seja, a lista tenta incluir vários estilos para alcançar diferentes gostos, mas não se chega a uma conclusão sobre a linha de orientação.

Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas