Restaurante Cavalariça à rédea solta em Lisboa

A experimentar

Começou como um pop up, mas é na Rua da Boavista que o Cavalariça vai fixar-se em definitivo. O restaurante de Bruno Caseiro tem agora um menu de degustação surpresa a preços bem simpáticos

Liberdade e inspiração diária. Tem sido assim que Bruno Caseiro nos tem brindado à mesa do Cavalariça – primeiro na Comporta, depois em Lisboa –, onde apresenta uma cozinha sazonal. Quando o restaurante abriu no número 86 da Rua da Boavista, no final de 2020, a ideia era ficar por ali uns meses, mas esta acabou por tornar-se a sua morada definitiva na capital. Agora, ao jantar, apresenta o Rédea Solta, um menu de degustação composto por cinco (€50) ou sete momentos (€65) surpresa, em que o chefe de cozinha dá asas à sua imaginação e criatividade com base nos produtos que lhe chegam às mãos.

O primeiro menu de degustação do Cavalariça serve também para experimentar e avaliar reações, até porque, ficamos a saber, alguns pratos podem depois entrar na ementa. Daqui para a frente, tudo o que escrevermos será novidade e não se garante que vá encontrar à mesa do restaurante. “A ideia deste menu é as pessoas entregarem-se nas nossas mãos”, lembra Bruno Caseiro. A exceção é o couvert – composto por pão de fermentação lenta, foccacia de batata e cebola, crakers de massa mãe, brioche de puré de batata glaceado, pasta de algas e azeitonas e manteiga de vaca fermentada com flor de sal –, com lugar cativo em qualquer altura do ano.

Tupinambo, bivalves e mão-de-buda. Foto: Filipa Gonçalves

Continue a ler o artigo em Visão.

Continue a ler o artigo em Visão.

Últimas