Crítica de Fernando Melo: barrocal no coração alfacinha

A experimentar

A chef Susana Felicidade criou um reduto ribanceiro no coração da capital onde oferece o que parecia impossível, trazer os sabores, produtos e texturas do fabuloso Algarve para a mesa alfacinha. O Pharmacia Felicidade é um sonho tornado realidade.

O bonito edifício da Associação Nacional de Farmácias na Rua de Santa Catarina, em Lisboa, alberga esta pérola do sabor português desde 2011, para muitos ainda desconhecida. Susana é algarvia, passou de advogada a cozinheira de forma inteiramente natural de gema e insiste em manter-se no seu posto de embaixadora dos sabores e texturas mais a sul, donde temos tanto a extrair e perceber.

Nessa língua de território que medeia mar e serra que é o barrocal, foi onde lenta e sustentadamente mar e terra combinaram a fusão perfeita. Ornamentada e decorada com sugestivos apontamentos e utensílios outrora utilizados na atividade farmacêutica, a sala de refeições é um caos programado e muito bem controlado que deixa todos à vontade. Lá fora no jardim respira-se o mesmo ambiente de liberdade total de movimentos, ar puro e segurança.

A mesa rapidamente é povoada com a tábua mista de queijos e enchidos (22 euros), assessorada por pão de trigo barbela, a que se juntam deliciosos e vezeiros croquetes de pato (6,80 euros/2 un,). Completam a contenda inicial os brilhantes peixinhos da horta de feijão verde e curgete (7 euros), belíssima a maionese de limão e alho para utilizar à maneira de dip.(…)

Continue a ler o artigo em Evasões.

Últimas