Festival da Chanfana promove sabores ancestrais na Lousã

A experimentar

Entre 18 e 27 de fevereiro, o Festival Gastronómico da Chanfana dá a provar e promove um dos pratos mais emblemáticos desta região serrana do Centro de Portugal. Na iniciativa participam 20 restaurantes.

Para evitar polémicas sobre a origem e que localidade assume o estatuto de capital, os municípios de Lousã, Miranda do Corvo, Penela e Vila Nova de Poiares uniram-se num projeto de divulgação de um dos mais emblemáticos pratos desta região serrana do Centro de Portugal: Terras de Chanfana. A conhecida e regional receita de carne de cabra velha cozinhada em vinho tinto num caçoilo de barro tem conquistado cada vez mais apreciadores.

Chanfana (Foto: Eduardo Almeida)

Segredos da chanfana

Para a chanfana, o tempo é fundamental. Deixar a cabra envelhecer, a carne amadurecer até ficar a preceito. É então cortada em pequenas postas e colocada em caçoilas de barro com boa rega de vinho tinto, sal e outros temperos. Há especificidades de confeção associadas a cada território: “Cada vila tem o seu segredo e a sua história. Em Miranda do Corvo usa-se o caçoilo de barro vermelho e em Vila Nova de Poiares o caçoilo de barro preto”, explica o embaixador deste prato, o chef Flávio Silva, no âmbito da iniciativa Região de Coimbra – Região Europeia de Gastronomia. A carne vai a assar em forno a lenha, cerca de quatro horas, e serve com batatas cozidas e grelos. (…).

Continue a ler o artigo em Expresso.

Últimas