Empresário quer revitalizar projeto vinícola que juntava adegas do Douro

A experimentar

 O empresário José Santos, que é também presidente da Adega de Freixo de Espada à Cinta, distrito de Bragança, pretende revitalizar um projeto vinícola que juntava cinco adegas do Douro Superior e que acabou por não seguir em frente.

Com um investimento de 5,5 milhões euros, foi criada a empresa EspadaCinta-Vinhos, sendo que o empresário detém 67% do capital e os restantes 33% são da Adega Cooperativa de Freixo de Espada à Cinta, situada naquela vila do distrito de Bragança.

O objetivo é agora revitalizar a antiga a União de Cooperativas Super Douro, criada há 21 anos e que juntava cinco adegas da sub-região vitivinícola do Douro Superior.

“A participação da Adega de Freixo de Espada à Cinta no capital da nova empresa [EspadaCinta-Vinhos] resulta da revitalização da Super Douro, aprovada por unanimidade pelos associados, presentes na assembleia geral marcada para esta tomada de decisão, já que nunca é possível reunir os 700 associados desta instituição. A Adega de Freixo foi a única que aceitou o desafio deste projeto”, explicou à Lusa José Santos.

Assim, a Adega Cooperativa de Freixo de Espada à Cinta, após decisão dos seus associados, juntou-se ao empresário lidera aquela cooperativa para, com um investimento de 5,5 milhões de euros, avançar com um projeto “inovador” que pretende colocar no mercado cerca de dois milhões de garrafas de vinho por ano.

Continue a ler o artigo em Notícias ao Minuto.

Últimas