Ideias que vencem

A experimentar

Oriunda de uma família com tradições no vinho, na região do Douro, Tatiana Sá Marques desenvolveu uma nova cuba de betão para fermentar e armazenar vinho. Para realizar este trabalho, a jovem engenheira investigou, fez diversas experiências e análises até chegar ao produto final. Uma cuba inspirada no passado mas adaptada ao futuro.

O avô e o tio avô produziam uvas para vinho do Porto e eram figuras respeitadas na comunidade do Douro superior; a mãe é engenheira civil e professora na Universidade de Coimbra; a irmã é produtora de vinho e enóloga na Conceito Vinhos. Não é por isso de estranhar que Tatiana Sá Marques, de 33 anos, tenha seguido os passos da mãe na profissão e a inspiração nos restantes familiares para se dedicar ao mundo vínico… mas através da engenharia, mais especificamente a fazer cubas de cimento para fermentação das uvas e armazenamento do vinho.

Tudo começou há uns anos, quando a irmã – a enóloga Rita Marques – regressada de uma vindima na África do Sul, lhe falou de umas modernas cubas de cimento que vira na adega onde trabalhou, uma ideia que Tatiana guardou e desenvolveu mais tarde, pensando na tradição das cubas de cimento que antigamente se usavam, mas adaptadas aos dias de hoje. Aproveitando a pesquisa bibliográfica que fez para o doutoramento no Instituto Superior Técnico, na área de análise estrutural de elementos de casca finas em compósitos cimentícios de elevado desempenho, acabou por dar o pontapé de saída ao seu projecto ao fundar com a mãe, Carla Costa Ferreira, a empresa WiseShape, a primeira empresa a desenvolver cubas de cimento portuguesas. Mais recentemente juntou-se à equipa a engenheira eletrotécnica Catarina Simões, que ficou responsável pela parte comercial. «Portugal tem uma tradição e prestígio na produção de vinho de qualidade, mas nunca desenvolvemos equipamentos e tecnologia directamente envolvidos no sector vínico. Achei que seria uma boa oportunidade», afirma Tatiana Sá Marques, co-fundadora e gestora executiva da WiseShape, acrescentando ainda que «a nova cuba de vinho em betão é destinada ao segmento de vinhos de qualidade superior e premium».

Tatiana (à dirt), fundou com a mãe Carla Ferreira (às esq) a WineShape

Continue a ler o artigo em Maria João de Almeida.

Últimas