Nova adega da Lavradores de Feitoria

A experimentar

A terminar, o ano de 2021 assistiu à inauguração da nova adega da Lavradores de Feitoria, “consórcio” de produtores do Douro, que conta com 21 anos de existência, 20 quintas e um portefólio de vinhos, onde se destacam as marcas Lavradores de Feitoria, Cheda, Três Bagos, Meruge e Quinta da Costa, sendo liderado pela CEO Olga Martins – que foi, no dia 14 de dezembro de 2021, uma das porta-vozes das comemorações dos 20 anos do Alto Douro Vinhateiro como Património Mundial da Humanidade pela UNESCO. De recordar que a LF foi criada em setembro de 2000, sob um modelo de negócio em que produtores de pequena escala se uniram para criar uma empresa una.

A nova adega da Lavradores de Feitoria mantém-se fiel ao concelho de Sabrosa, mas agora na Quinta do Medronheiro. Com 8 hectares de área total e situada na sub-região do Cima Corgo, entre os 540 e 580 metros de altitude e exposição sul, esta propriedade já foi comprada com capital da empresa, em 2008. Um terroir ideal para a plantação de uvas brancas, onde a aposta foi nas castas Viosinho, Gouveio e Boal, ao longo de cerca de 6,5 hectares de vinha biológica.

Continue a ler o artigo em Revista de Vinhos.

Últimas